Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Volta ao mundo em 80 dias é com a Chinatur

A CHINATUR leva você para todos os lugares 
do mundo !!!!!!




Templo do Céu na CHINA


Templo do Céu  é um complexo de templos taoístas em Pequim, o maior do seu género em toda a República Popular da China. Foi construído no ano 1420  para pedir a intercessão celestial para as colheitas (na Primavera) e dar graças ao Céu pelos frutos obtidos (no Outono). Desde 1998 que é considerado Património da Humanidade pela UNESCO.




Este templo, é talvez o edifício mais conhecido de todo o conjunto e um dos mais representativos da cidade de Pequim. Trata-se de uma construção circular, de diâmetro de 30 metros e altura de 38 metros. Construído sobre três terraços circulares de mármore branco, o edifício ergue-se sobre 28 pilares de madeira e muros de ladrilho. Não tem nenhuma viga.
A sala tem um triplo telhado construído com telhas de cor azul e está rematado por uma bola dourada na sua cúpula.





O Altar Circular ou Altar do Céu é uma construção aberta que se liga à Sala da Oração pelas Boas Colheitas mediante um caminho de pedra e ladrilhos de mais de 350 metros de comprimento. Construído em 1530, o altar consta de três terraços concêntricos rodeados de varandins de mármore branco.
Cada lanço das escadas que conduzem ao cimo do altar é formado por 8 degraus, já que os chineses consideram o número 8 como número de boa sorte. A acústica especial do lugar permite que, se alguém fala no centro do altar, o som aumente e se escute em todos os locais da sala. 




Abóbada Imperial Celestial



Aqui era onde os imperadores prestavam homenagem aos seus antepassados. Trata-se de uma construção muito parecida à Sala da Oração pelas Boas Colheitas, embora de um tamanho menor: 19 metros de altura por 15,6 metros de diâmetro.
A abóbada está rodeada pelo muro do eco, uma singular construção redonda de cerca de 60 metros de diâmetro. Uma pessoa pode colocar-se em qualquer ponto do muro e a sua voz ouvir-se-á claramente no ponto oposto já que o som se transmite ao longo da superfície da parede.




Fonte: Internet




Ana Maria, diretora da Chinatur, mostra um pouco do requinte japonês em cidades imperdíveis de serem conhecidas.



KIOTO – PARADA OBRIGATÓRIA EM QUALQUER ROTEIRO

Um passeio bem feito por Kioto é como mergulhar em páginas de um livro de história antiga, é caminhar por ruas estreitas repletas de templos milenares, tomar chá verde em um loja centenária, ver pessoas vestidas de Quimono.


KIOTO: DESCOBRINDO FUSHIMI A TERRA DO SAKE
Saindo um pouco do roteiro turistico tradicional de Kioto, a ideia é desvendar Fushimi e Momoyama. Bairros que estão ao sul de Kioto as margens do Rio Uji, um antigo e importante elo de transporte entre as cidades de Osaka, Kobe e Nara e que são mundialmente conhecidos pela produção de Sake.

Fushimi Inari é o templo da Raposa


O templo se estende por um lindo tunel de portais de madeira (Tori) que são oferecidos pelos peregrinos e tem quase quatro kilometros de extensão, montanha acima.



Nara 

Nara fica a cerca de 40 minutos de Kioto de trem e é uma gracinha! Imagine uma cidade repleta de parques verdes e de bambis que andam soltos.
Tem ainda o Todai-ji, um templo enorme onde fica o maior buda do Japão: um pacifico gigante de madeira.

HIROSHIMA

Para quem se interessa por história, Hiroshima é um das paradas mais interessantes do Japão. Entenda um pouco da história do pré e pós bomba atômica. 



Himeji, Japão

OSAKA

Uma das maiores e mais agitadas cidades do Japão. Para quem não vai para Tóquio, vale a pena passear pelo menos um dia em Osaka. A vida noturna de Osaka é mais agitada da região de Kansai. Visitar o castelo Osaka, SKI Tower e vários templos.







ISE:

Culturalmente falando, Ise é um das cidades  mais importante para os japoneses, um dos locais de peregrinação já que  é considerada uma cidade sagrada. O templo xintoísta é muito importante. Visitar o centro da cidade, para quem gosta de pérolas, é muito bom porque lá existem muitas lojas especializadas.


HAKONE 

Hakone é uma das cidade próximas do Monte Fuji e um dos melhores lugares para quem quer ver a montanha de perto, fazer passeios pelos lagos e cachoeiras  e curtir a natureza, Camihadas pelos lagos e cachoeiras e desfrutar da beleza do Monte Fuji.



NAGANO:

Uma excelente pedida para quem gosta de esquiar. Nagano foi sede das olimpíadas de inverno e tem uma estrutura invejável e impecável. O templo budista principal da cidade, também vale a visita!









TÓQUIO:

Nesta metrópole, o bom funcionamento dos serviços urbanos e a segurança da cidade surpreendem até o mais viajado dos turistas. A cidade conta com o mais eficiente sistema de transporte do mundo, com trens, ônibus e metrôs que partem assustadoramente no horário. Em Tóquio, novos projetos e construções mudam a paisagem de uma cidade que nunca é igual por dois dias seguidos. A capital japonesa é a combinação perfeita do Japão tradicional e do que há de mais moderno disponível no mundo.








Fonte: Internet

Linha de trem-bala Beijing-Shanghai registra movimentação superior a 220 milhões de passageiros desde inauguração

A Ferrovia de Alta Velocidade Beijing-Shanghai registrou uma movimentação superior a 220 milhões de pessoas desde sua inauguração no dia 30 de junho de 2011.



O número de passageiros desta linha de trem-bala que liga das duas cidades mais importantes da China vem aumentando nos últimos três anos. Durante o primeiro semestre deste ano, 49,64 milhões de pessoas apanharam a Ferrovia de Alta Velocidade Beijing-Shanghai, com uma média diária de 272 mil.

Fonte: CRIOnline

Especialistas dizem que realizar o Sonho da China visa proteger melhor os direitos humanos

Vários especialistas chineses afirmaram recentemente que, realizar o Sonho da China tem como objetivo respeitar e proteger melhor os direitos humanos.

Em entrevistas concedidas, o vice-presidente da Faculdade de Direitos da Universidade de Wuhan, Wang Xigen, disse que o Sonho da China é um sonho de direitos, em certo sentido. Isso significa materializar os direitos de desenvolvimento livre em todos os aspectos das pessoas através do Grande Rejuvenescimento da Nação Chinesa.

A China vem ampliando a liberdade das pessoas e da sociedade com base na estabilidade social

Adicionalmente, o país está elevando os direitos humanos, paulatinamente, e não procura um salto nesta causa, a China sempre trabalha conforme a lei, a partir da situação do país, além de valorizar os esforços e o desenvolvimento coordenados.


Fonte: CRIOnline

Volume comercial entre China e Rússia cresce 1,5% entre janeiro e maio

 O volume comercial entre a China e a Rússia cresceu anualmente 1,8% entre janeiro e maio de 2014, segundo dados divulgados no domingo pela Administração Geral das Alfândegas da China.


  As exportações da China para a Rússia nos primeiros cinco meses de 2014 aumentaram 1,6% em termos anuais e chegaram a 114,08 bilhões de yuans (US$ 18,55 bilhões), enquanto as importações chinesas vindas da Rússia no período cresceram 2%, atingindo 111,89 bilhões de yuans, segundo a Administração.

  A China registrou um superávit comercial de 2,19 bilhões de yuans entre janeiro e maio.


Fonte: Agência Xinhua

Angela Mekel visitará China



A convite do primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, realizará uma visita oficial à China entre os dias 6 e 8 de julho.

A informação foi confirmada pelo porta-voz da chancelaria chinesa, Hong Lei, numa coletiva de imprensa,  Hong Lei indicou que esta será a sétima visita oficial de Merkel à China como chanceler alemã. Durante a sua estadia no país asiático, Merkel irá encontrar-se com o presidente chinês, Xi Jinping, o premiê Li Keqiang, para trocar de opinião de forma aprofundada sobre questões regionais e internacionais.

Hong Lei acredita que "a visita de Angela Merkel aumentará a confiança mútua entre a China e Alemanha e aprofundará as cooperações práticas entre os dois países".


Fonte: CRIOnline

China abrirá nova ferrovia de alta velocidade para ligar as cidades de Taiyuan e Xi'an

Uma ferrovia de alta velocidade ligando a cidade de Taiyuan, norte da China, e Xi'an, no noroeste, entrará em serviço em 1º de julho.

Imagem de Trem de alta velocidade na China

A linha de 570 quilômetros faz parte da ferrovia de alta velocidade Datong-Xi'an e diminuirá o tempo de viagem entre as duas cidades para três horas em relação ao tempo anterior de 10 horas, de acordo com a Companhia de Ferrovias da China.



                   Demonstração de um trem de alta velocidade na China

A China tem expandido estavelmente sua rede ferroviária nos últimos anos, e com a desaceleração do ritmo de crescimento econômico, o governo está planejando aumentar o investimento na rede ferroviária, especialmente nas regiões relativamente atrasadas no oeste do país, para apoiar o crescimento.

A China contava com uma rede de ferrovias combinada de mais de 100 mil quilômetros até o final do ano passado, incluindo mais de 10 mil quilômetros de linhas férreas de alta velocidade. O país tenta expandir a extensão das linhas de ferro para 120 mil quilômetros antes de 2020.



Fonte: Agência Xinhua

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Feira de Automação Industrial em Shanghai - China

Feira IAS - Shanghai

Feira IAS - Shanghai


De 04 à 08 de Novembro de 2014
Local: Shanghai – China

Feira especializada em Automação industrial

O show IAS-Automação Industrial é uma exposição dentro de uma rede de exibição. O evento é usado principalmente pelos expositores locais. Os visitantes estrangeiros na feira como uma troca de contato para novo show Geschäfte.Die Automação Industrial oferece muitos fóruns e workshops para aprender sobre a nova troca de tecnologias de fabricação. 

O IAS Automação Industrial Show terá lugar em 5 dias a partir da terça-feira, 04. Novembro a sábado, 08. Novembro 2014 em Shanghai.



Fonte: Internet


Turismo na China

  •  1.347.565.000 hab.
  •  +86
  •  9h (horário de Brasília)
  •  Ásia
  •  Iuan (China), Pataca (Macau), Dólar de Hong Kong (Hong Kong)
  •  108-550
  •  É necessário.


Para mergulhar no mundo misterioso da China para não dizer fabuloso, nada como começar por Pequim. O aeroporto em si já é um espetáculo: amplo, moderno e bem organizado. Hiper-movimentada e extensa, a capital chinesa divide seus espaços entre o ultra-moderno, simbolizado pelo Parque Olímpico, com a arquitetura tradicional dos hutongs - suas vielas populares, e a esplendorosa Cidade Proibida.

Imagem do interior do Aeroporto de Pequim

Cidade Proibida em Pequim                                            

A Grande Muralha da China

Um pouco fora dos limites da cidade estão trechos da Grande Muralha, a monumental obra do primeiro monarca Qin Shi Huang. Sua tumba está em Xi'an, guardada pelo misterioso exército de terracota, sendo que muito ainda está para ser escavado. Um dos extremos da mítica rota da seda, Xi'an ainda guarda preciosidades como sua cidade murada, as torres do tambor e do sino e veneráveis templos. 



Junto ao litoral estão três símbolos da nova China. A vanguardista Xangai puxa o poderio econômico do país, notabilizado por seus grandiosos prédios contemporâneos que apequenam o histórico Bund.
Xangai

 Não muito próxima dali está a fervilhante Hong Kong, cenário de clássicos filmes de kung-fu, vertical nas linhas de seus arranha-céus, horizontal no braço de mar que divide Kowloon de Ilha Vitória. 
                                                                         HONG KONG

Tanta diversidade no mais populoso país da terra faz nós, ocidentais, ficarmos ainda mais inquietados com um país complexo e cada vez mais presente em nossa vidas. Conhecer a China é dissolver preconceitos, descobrir novos e diferentes modos de vida e mergulhar em uma realidade que não nos pertence, mas que tange nossas existências.

Fonte: Internet

TIBET - MONTE EVEREST A MÃE DO MUNDO

MVI_2627

Monte Everest. Pico mais alto do planeta, 8.848 metros acima do nível do mar, localizado nos Himalaias, cadeia de montanhas que atravessa cinco países: Butão, Índia, Nepal, China e Paquistão.
Paisagens que podem ser apreciadas pelo turista até a chegada a base da Montanha
IMG_9161Shigatse, segunda maior cidade tibetana, e alguns outros pontos muito interessantes como:



LAGO YAMDROK
MVI_1796O lago Yamdrok é considerado como um talismã, parte do espírito-vida do povo tibetano. A água do Yamdrok tem origem à partir do degelo da neve e no entanto, não há alteração no nível da água no decorrer do ano. A água influente e a evaporação natural têm um equilíbrio dinâmico incrível, tanto, que os tibetanos acreditam que se o Yamdrok secar, não haverá mais vida no Tibet
MVI_2400-Editar
As cordilheiras, no por do sol, uma imagem inesquecível

MVI_2474

O nascer do Sol sobre a Montanha mais alta do Mundo
MVI_2528
Aos pés do Monte Everest



IMG_9302

IMG_9142
IMG_9124

Fonte: Internet by Alessandra






TIBET - LHASA A CIDADE DOS DEUSES

MVI_1257

Lhasa, a cidade dos deuses é o coração do Tibet. Tem sido sede política e religiosa desde 1645. A 3.065 metros acima do nível do mar, sua temperatura pode passar dos 10 graus Celcius durante o dia para 8 graus negativos de uma hora para outra.

Aeroporto de Lhasa


IMG_9391


O contraste entre as imensas montanhas e as pequenas vilas antigas ao longo do caminho com a nova estrada chinesa só confirma a ‘pressa’ do processo de ‘renovação chinesa, que está a pleno vapor no território tibetano, com uma rodovia chinesa novinha e com uma paisagem impressionante.

A cidade é linda de todos os ângulos, e ver o pôr do sol olhando pro Potala, com os tetos dos antigos prédios do centro de Lhasa.


O palácio Potala é um complexo de edifícios interligados, localizado no monte Marpo Ri, com mais de 1.000 salas, 10.000 santuários e 200.000 imagens; Construído em 635 prá servir como palácio real do rei Songtsen Gampo, foi reconstruído em 1645 por Lozang Gyatso, o 5o Dalai Lama, e foi durante muito tempo a residência e centro do poder do lamaismo.

MVI_0117                          MVI_0248

O nome Potala vem da montanha Potalaka, no sul da Índia e em sânscrito significa Buddha da compaixão. O palácio sofreu bastante com incêndios e confrontos fazendo com que mais de 10.000 documentos históricos, e obras de arte tenham sido perdidos. Desde 1994 é considerado patrimônio universal pela Unesco, e hoje é um museu. Porém, devido à fragilidade de sua estrutura, são permitidos apenas 1.600 visitantes por dia, que podem visitar apenas algumas áreas do palácio e parte da residência do Dalai Lama.

IMG_8628
Depois de subir os 2.000 degraus do palácio, a vista das montanhas e do centro da cidade é uma recompensa.






MONASTÉRIO SERA
MVI_0386Sera em tibetano significa rosa selvagem, as mesmas rosas selvagens que crescem nas encostas onde está localizado este monastério. O monastério Sera é considerado uma universidade para os monges. Estima-se que milhares de monges foram formados ali. Hoje em dia restaram apenas poucas centenas, e sua ‘atração’ principal é o debate entre os monges, que acontece todos os dias às 15 horas.

MVI_0579O debate entre os monges budistas é um processo de aprendizado, ele facilita a compreensão da filosofia budista, e sua origem vem de uma antiga tradição hindu. Durante o debate, sempre realizados ao ar livre, aprendizes e mestres trocam desafios sobre passagens das escrituras, em um ritual rigidamente seguido por todos os monges: Primeiro giram o rosário de orações envolto no braço, e batem palmas e o pé durante uma indagação. Ao ser formulada uma pergunta a resposta deve seguir-se de imediato, não sendo concedido ao iniciante tempo para pensar.


MVI_1054A roda de oração, corresponde a um cilindro, feito dos mais diversos materiais, como cobre, prata e até ouro, que contem mantras – palavras sagradas-, esculpidos ou escritos em papel, e que ao ser girada emite uma energia sutil, capaz de gerar saúde, paz, equilíbrio, e vitalidade para todos.

MVI_1662O Jokhang é o templo supremo do budismo tibetano, localizado na praça Barkhor, no coração de Lhasa. O templo foi construído no século VII pelo rei Songtsan Gampo, primeiro rei budista do Tibet, que se casou com 2 princesas, uma chinesa e uma nepalesa, que trouxeram como presente duas das mais antigas estátuas de Sakyamuni, Sidarta Gautama, o Buda. A estátua da princesa chinesa ainda pode ser vista no Jokhang.

IMG_8935

O mercado a céu aberto na praça Barkhor é imperdível. Pode-se achar de tudo, e a ordem é pechinchar. A praça em si é muito importante, um lugar bastante representativo para peregrinos e tibetanos. 


Lhasa é uma cidade encantadora 

MVI_1635


Fonte: Internet by Alessandra