Digite aqui o assunto que busca

quinta-feira, 27 de julho de 2017

TURISMO NA CHINA - Dicas para conhece-la sem surpresas

Divulgação/TripAdvisor
Vista panorâmica de Shanghai, uma das cidades mais modernas da China

Se possível escolha um hotel de uma rede local. Assim, você começará a se sentir verdadeiramente na China por conta da decoração e da comida.

A CHINATUR TEM ACORDOS TARIFÁRIOS COM  HOTÉIS NA CHINA, CONSULTE-NOS, CLICANDO AQUI >>>

  • Prepare-se para o pagamento. Hoje em dia a maior parte dos estabelecimentos comerciais não aceita mais cartão de crédito. As formas de pagamento mais comuns são o dinheiro local e um aplicativo de celular específico para isso;
  • Sacar dinheiro diretamente no caixa eletrônico é a maneira mais prática de trocar os yuans. Procure pelos bancos com bandeira internacional;
    Resultado de imagem para comida na china
    • A comida é diferente do que estamos acostumados e muda bastante de uma região para outra. Em lugares turísticos, escolha os restaurantes que têm maior movimento. A comida em geral é fresca e não oferece riscos;
    • Iguarias como as que vemos na televisão são um pouco difíceis de se encontrar, mas se tiver essa sorte, prove-as. Deixe o preconceito de lado e experimente. Você não é obrigado a gostar, mas só vai saber se provar;
      Resultado de imagem para pato laqueado de pequim
    • A culinária chinesa tem muita carne de boi, porco, frango e pato. Peixes e frutos do mar também são comuns;
  • Não deixe de saborear o famoso Pato Laqueado de Pequim.




  • Eletrônicos, sem dúvida nenhuma, são uma excelente opção. Pague um pouco mais caro para ter certeza que está comprando um produto original. Mesmo assim vai valer muito a pena. Considere que as instruções e manuais podem estar disponíveis apenas na língua local: chinês;
  • Em Xangai, metrô e táxi são ótimas formas de transporte. Tenha sempre o endereço dos destinos escrito em chinês. A malha do metrô é boa, o transporte é seguro e eficiente;

  • Aproveite para viajar nos trens de alta velocidade. Mas atenção: os preços variam de acordo com o horário ou lotação. Cuidado para não comprar um tíquete para viajar em pé;

Resultado de imagem para trem bala na china

  • A China é um país bem grande. Se seu objetivo é conhecer a Grande Muralha, programa-se para ficar em Beijing e conheça outros pontos turisticos:
muralha-da-china

Resultado de imagem para pontos turisticos em beijingResultado de imagem para pontos turisticos em beijing

Resultado de imagem para pontos turisticos em beijing

Estádio Nacional de PequimCentro Aquático Nacional de Pequim

  • O Chinês gosta de negociar. Peça desconto sempre;
  • E, por último, visite um mercado local. É sempre um passeio interessante e vale conhecer os produtos nacionais.
Fonte: Internet

Consulte a CHINATUR para suas viagens à China  !!!!


Viagem à China - A cidade mais romântica da China

Ponte de pedra em Suzhou, China

 Suzhou 42% é coberta pela água e as suas pontes de pedra em arco torná-la competitiva a Ponte Rialto. Ela ganhou o apelido de a Veneza dos chineses.

Segundo um provérbio chinês, “no céu está o paraíso e, na terra, Suzhou e Hangzhou”. Melhor seria dizer “na terra ou na água”, já que Suzhou conta com inúmeros canais. Seu sucesso econômico atraiu aristocratas, intelectuais e artistas que ergueram imponentes jardins por todo o território.  Suzhou continua sendo “a cidade dos jardins. A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) oficializou esse título em 1997, quando reconheceu nove deles como Patrimônio da Humanidade.


O maior é o Jardim do Administrador Humilde, construído no começo do século XVI por um alto funcionário chinês que se aposentou para cuidar de seu pomar e vender legumes, tornando “a vida ideal de um homem humilde” uma realidade. Para pôr em prática seu novo estilo de vida, ergueu este oásis de mais de cinco hectares formado por pavilhões, florestas de bambu e lagoas com flores de lótus gigantescas de “aroma distante”. 

Resultado de imagem para jardim yuyuan china

 O jardim Liuyuan fica próximo à Shantang Old Street, a rua mais parecida à “bella Italia” – ainda que seja com lanternas e pontes de pedra com luzes de neon. Aqui, cafés e restaurantes com ares ocidentais têm mesas ao ar livre e permitem observar o frenesi desta rua com mais de 1.200 anos de idade. 

Resultado de imagem para pingjiang road suzhou china

Dentro dos jardins, existem vários salões decorados com mobiliário antigo.

Com o cair da tarde, outra das ruas protagonistas, a Pingjiang Road, enche-se de pessoas que passeiam junto do canal. Dezenas de lojas de madeira ocupam suas margens e não faltam lanternas, lenços de seda ou comércios de chá. Elegantes pontos de venda de sorvete (e, neste quesito, volta a lembrar sua irmã italiana) convivem com barraquinhas de churrasco que aparecem do nada a partir das dez horas da noite.
Resultado de imagem para pingjiang road suzhou china
Resultado de imagem para pingjiang road suzhou china

Depois do jantar, um passeio a bordo de uma gôndola é a melhor pedida. Os gondoleiros chineses trocam o chapéu de palha por um de bambu. É a forma mais original de percorrer Pingjiang e conhecer a “Veneza chinesa” de outra perspectiva: este paraíso de turistas, gondoleiros e jardins.
À noite, acendem-se as lanternas e surgem vendedores ambulantes de churrasco na rua, permitindo jantar pagando pouco.

Resultado de imagem para pingjiang road suzhou china

Fonte: Passenger / Internet

www.chinatur.com.br

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Viagem para Hong Kong - Ilhas secretas e show de luzes - tudo muito incrível.

Hong Kong Banner.jpg


Resultado de imagem para hong kong

Resultado de imagem para hong kong localização geografica

Hong Kong é uma região administrativa especial da China,assim como sua vizinha Macau, e está localizada na costa sul da China. Por mais de 150 anos a cidade esteve sobre o domínio britânico e hoje vive sobre o princípio de “um país, dois sistemas.”, o que significa que o lugar tem suas próprias leis. Mais de 90% de sua população é de origem chinesa e embora seja realmente um lugar muito povoado, cerca de 40% de seu território é dedicado a parques e reservas naturais. É o lugar que muitos chamam de “China capitalista”, com muitos shoppings, excelentes oportunidades para compras e transporte moderno.



Explore as ilhas secretas em Hong Kong

Middle Island: observação de iates e exclusividade de praia

Middle Island pode ser pequena, mas é maravilhosamente fácil de chegar - é apenas um passeio de barco de dois minutos! Esta ilha é o lar do Royal Hong Kong Yacht Club dos sócios (RHKYC), mas também possui uma praia tranquila e arenosa aberta ao público. Você pode chegar à referida praia saltando no barco de transporte gratuito do RHKYC na Repulse Bay. Deite-se na areia serena, sem riff-raff e veja os barcos do clube passando.



Tung Ping Chau: Rockin 'rocks and sunrises

Mais perto da China do que Hong Kong, a ilha em forma de crescente de Tung Ping Chau é o posto mais distante do território. Isso faz um fantástico dia de família, caminhando pelos trilhos, relaxando na costa e nadando ou mergulhando nas lindas águas. Já foi eleito o lugar natural mais cênico de Hong Kong em uma competição AFCD.



Tap Mun

O Tap Mun, que fica na costa do Parque Sai Kung Country, também é conhecido como Grass Island. É fácil ver por que - você poderia ser perdoado por pensar que você estava no set de um anúncio de leite. A ilha de 1.7sq km é composta de montes ondulantes e gramados completos com vacas errantes e também abriga algumas centenas de pessoas Hakka e Tanka.



Tung Lung Chau

Rough, áspero e selvagem, Tung Lung Chau é o primo escarpado da família da ilha de Hong Kong. É considerado o melhor lugar para a escalada no território, com múltiplas rotas de dificuldade variada. Há uma trilha pavimentada principal na ilha, que passa do cais para o topo de uma colina, oferecendo excelentes vistas. Esta trilha passa pela maior e mais antiga escultura em rocha em Hong Kong - medindo 1,8 m por 2,4 m, é (aparentemente) uma representação de um dragão e é dito que tem mais de 5.000 anos de idade.



Kat O

Chegando perto da China, no nordeste do Plover Cove Country Park, Kat O distante é o lar de algumas centenas de pessoas. A ilha dos 2.4 kmq também é conhecida como Crooked Island, graças à sua forma irregular. Chegar aqui é longe de ser fácil, mas esse fato torna ainda mais interessante - as ruas tranquilas aqui são cápsulas de tempo.



Resultado de imagem para Sharp Island

Não muito longe de Sai Kung, a Ilha Sharp, de 2,5 km de extensão, é conhecida por estar espalhada por pedras que são atraentes em forma de pãezinhos de abacaxi - você não encontrará estas rochas deliciosas em qualquer outro lugar do território. As principais atrações da Sharp Island são suas duas praias distintas - Hap Mun Bay e Kiu Tsui Beach. Você pode pegar um barco para a praia de sua escolha de Sai Kung.



Peng Chau

Peng Chau é uma das ilhas periféricas mais conhecidas, mas ainda é muitas vezes negligenciado em favor de seus vizinhos maiores Cheung Chau e Lantau. Este local de sono faz uma viagem de dia de família perfeita - em menos de 1 km km você pode facilmente negociar todo o local em poucas horas.



Resultado de imagem para po toi hong kong

Po Toi é o maior grupo de ilhas Po Toi e é um km 3 vezes mais importante, tornando-o um bom local para um dia de caminhada. Há um caminho principal na ilha, o Po Toi Country Trail, que percorre o sul da ilha em uma figura de oito. É incrível que, a poucos quilômetros da agitação da ilha de Hong Kong, haja um lugar habitado por pessoas que não possuem eletricidade oficial e nenhum abastecimento de água corrente.


SHOW DE LUZES EM HONG KONG
ONDE ASSISTIR



A maior concentração de gente fica na orla de Tsim Sha Tsui, em Kowloon, no lado oposto da baía de Hong Kong, bem de frente para o “paredão” de arranha-céus. No calçadão que vai da Torre do Relógio até a Victoria Harbor você consegue uma boa vista e ainda ouvir a apresentação. Chegue pela estação de metrô East Tsim Sha Tsui e siga pela saída L6, seguindo a sinalização.

Muitos barcos oferecem passeios pela baía durante o show, alguns inclusive com jantar. Uma opção econômica é pegar o ferry na Tsim Sha Tsui Ferry Pier sentido Central Star Ferry Pier ou Wan Chai Star Ferry Pier.

Do outro lado da baía, mais perto dos prédios, a Golden Bauhinia Square também é uma boa escolha (fica a 1km do metrô Wan Chai e perto do Wan Chai Pier).
HORÁRIO

Diariamente às 20h. 
O show é suspenso em caso de tempestade ou ciclone com categoria superior a 3.

Fonte: TimeOut / Internet

Viagem para o Japão - Turismo em Tóquio


Capital do Japão, Tóquio é conhecida internacionalmente pela surpreendente associação entre tradição e modernidade que caracterizam esta extensa metrópole. Arranha-céus convivem com antigos santuários xintoístas e templos budistas.

Resultado de imagem para Tokyo

Esta cidade abriu as suas portas ao mundo em 1868 e, desde aí, da arquitetura à moda, da comida à música ou ao desporto, a metrópole com mais população do Planeta tem absorvido influências, dando-lhes o seu toque nipônico. 

Nijubashi Palácio Imperial

Atualmente com um ritmo alucinante e densamente povoada, Tóquio absorveu por inteiro a cultura consumista ocidental e deu-lhe uma dimensão própria. A população jovem, completamente rendida às regras da moda, desfila pelas cintilantes e sobrelotadas ruas como que “fardada” com as últimas criações dos estilistas e equipada com as mais recentes novidades tecnológicas.


Tóquio é o principal centro político, financeiro, comercial, educacional e cultural do Japão. Possui a maior concentração de sedes de empresas comerciais, instituições de ensino superior, teatros e outros estabelecimentos comerciais e culturais do país, assim como um sistema de transporte público altamente desenvolvido, com numerosas linhas de comboios, metros e autocarros, bem como o aeroporto internacional. Além disso, a cidade continua a encantar pelo seu estilo zen, gastronomia, centro de compras e a rica oferta de entretenimento para todos os gostos


Asakusa: A Tóquio antiga
Famosa por albergar o templo mais antigo de Tóquio, durante dois séculos a região foi mais conhecida como um animado e indecoroso bairro de entretenimento, onde se localizavam os cinemas, os teatros populares, as casas de jogo e de dançarinas. Muitos desses estabelecimentos desapareceram, mas Asakusa continua a ser uma zona diferente e charmosa. A região é plana, boa para andar a pé – um dia passado ali é muito agradável, mas aos fins de semana recebe um mar de gente. 

Asakusa, a Tóquio antiga

O Kaminarimon é um portão de oito pilares, emoldurado pelos deuses do Vento e do Trovão e uma lanterna de quatro metros de altura. Tem menos de 50 anos e foi um presente de Konosuke Matsushita, fundador da Panasonic, para substituir um portão construído em 942, frequentemente destruído (incendiado pela última vez em 1945). O Kaminarimon marca o início da Nakamise Dori, uma imensa fila de lojinhas, a maioria de lembranças.

laterna gigante em Kaminarimon



Resultado de imagem para templo de asakusa kannon tokyo
O templo Asakusa Kannon existe desde 628, mas o prédio foi destruído e reconstruído inúmeras vezes, a última depois da II Guerra Mundial. É conhecido por guardar uma pequena estátua de ouro do bodisatva Kannon. Acredita-se que a mesma tenha sido encontrada por dois pescadores no rio Sumida. Antes de entrar no templo, “purifique-se” lavando as mãos e passando incenso pelo corpo. Depois, suba as escadas e balance a corda para tocar o sino (que alerta os deuses para a sua presença), atire cinco ienes no saisen bako – uma caixa –, depois bata palmas duas vezes (só para se assegurar de que os deuses estão realmente a prestar atenção) e reze.

Gojuno-to

O Gojuno-to é um pagode de cinco andares construído em 1973 e que só pode ser visto do lado de fora.

A paisagem da cidade em Sumida, Tóquio, Japão
Flamme d'or (chama dourada) 

Está localizado no topo do Super Dry Hall, que é um prédio de propriedade da Asahi Breweries, Ltd., e fica ao lado do prédio da sede principal de Asahi, a Torre de Cerveja Asahi em Asakusa.

Asahi Beer Tower é projetada na imagem de uma caneca de cerveja com uma cabeça de espuma no topo.

Flamme d'or significa a ambição da Asahi Breweries, que está continuamente inovando com seus produtos.

Torre de Tóquio

A Torre de Tóquio é uma imitação da francesa Torre Eiffel. Sede da câmara municipal, o Tokyo Metropolitan City Government Offices tem um observatório no 45.º andar, de onde se avista o monte Fuji, a montanha mais alta do Japão. Ainda do céu, o observatório Tokyo City View, com 250 metros de altura, oferece uma privilegiada vista de 360º da cidade.

Visite o impressionante Santuário Hanazono. Shibuya e Harajuku são os locais ideais para ver como os adolescentes japoneses se portam.

Onde ir

Fazer turismo em Tóquio é um pouco diferente de outras cidades do Mundo. Pode ser a oportunidade de apreciar o verdadeiro charme de Tóquio – as infinitas variedades e invenções humanas que preenchem cada canto, cada fresta. Basta andar pelas ruas para descobrir maneiras totalmente novas que os habitantes inventam para morarem, amarem, comerem, dormirem e se divertirem. Se se perder, não se preocupe. Com as baixas taxas de violência urbana e o melhor transporte público do Mundo, dificilmente terá problemas. E estará sempre perto de uma linha de comboio, que o levará direto para o hotel.

Informações

Moeda
Iene
Idioma
Japonês e inglês.
Documentos
Passaporte com validade mínima de seis meses. Os portugueses não necessitam de visto para estadas inferiores a três meses.
Fuso horário
12 horas
clima
Moderado, com temperaturas suaves durante o ano inteiro, de final de junho a meados de julho há uma época de chuvas intensas. Uma das melhores épocas para ir ao Japão é na primavera, quando as paisagens são naturalmente enfeitadas pela floração das cerejeiras. Nesta altura, a temperatura média anual é por volta dos 14,7º C.

compras

O centro comercial mais famoso de Tóquio chama-se Ginza, um nome identificado com o consumo de luxo – muitas cidades do Japão batizaram as suas ruas comerciais com este nome. Shibuya é o bairro onde surgem as últimas tendências da moda.

transportes

A capital japonesa oferece um dos melhores transportes urbanos do Mundo. Organização, limpeza e pontualidade são características marcantes da eficiente rede de metro, comboio e autocarro, que circulam para todos os sítios. Para facilitar, a maioria das estações tem sinalização e avisos bilíngues (japonês e inglês).

Onde comer

Para os fãs de comida japonesa, Tóquio é, sem dúvida, o paraíso. Em qualquer esquina encontram-se locais baratos para comer o sushi e sashimi. Outras iguarias tradicionais são os yakitoris (espécie de espetada) e o okonomiyaki, uma “panqueca” japonesa feita na chapa, com frutos do mar. Nas ruas, vendem-se o elmen, o popular miojo na versão original e não instantâneo. Para quem não aprecia peixe cru, pode encontrar até uma boa churrascaria e restaurantes da cozinha internacional.
divirta-se no Tokyo Disney Resort
Resultado de imagem para Tokyo Disney Resort
O Tokyo Disneyland Resort foi criado em 1983 e não deixa nada a desejar aos parques da Disney que se encontram nos Estados Unidos e na Europa. Este parque está dividido em sete zonas temáticas, com nomes tão sugestivos como Critter Country, Toontown, Fantasyland, Westerland e Adventureland. Todas essas zonas temáticas foram cuidadosamente projetadas para proporcionar verdadeiras aventuras mágicas.

Resultado de imagem para Tokyo Disney Resort

O parque temático de Tóquio, Tokyo Disney Resort, é um grande recinto, com dois grandes parques de diversões, o Tokyo Disneyland e o Tokyo Disney Sea Park, juntamente com uma ampla oferta de serviços e hotéis. 

Fonte: Internet




Viagem a Pequim (Beijing) - China

Resultado de imagem para pequim

A capital da República Popular da China, Beijing (conhecida também por Pequim) é um dos destinos mais visitados do Mundo, devido ao seu imenso passado histórico e cultural.

Resultado de imagem para pequim

Pequim, oficialmente designada como Beijing (em mandarim, capital do Norte), a segunda maior urbe do país (depois de Shanghai), é o centro político, cultural e intelectual da China. Com um passado imenso, encontra-se muito bem representada nas listas do Patrimônio Mundial da UNESCO, que integram monumentos incontornáveis, como a Cidade Proibida, a Grande Muralha, o Palácio de Verão ou o Templo do Céu.

Imagem relacionada

Resultado de imagem para grande muralha da china
Grande Muralha
A Grande Muralha é um símbolo da civilização chinesa, e uma das maravilhas que o povo chinês criou. Badaling da Grande Muralha, a parte mais representativa, foi promovido como uma relíquia cultural nacional chave, protegido sob a aprovação do Conselho de Estado em 1961. Em 1988, ele foi alistado no diretório do Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Em 7 de julho de 2007, ele ganhou a reputação em todo o mundo mais uma vez: foi listada entre as Novas Sete Maravilhas do Mundo

Resultado de imagem para palácio de verão pequim
Palácio de Verão
Localizado a 12 quilômetros do centro, as principais atrações do grande parque encontram-se junto ao amplo lago Kunming. Lá estão a ponte de dezessete arcos e suas dezenas de leões de mármore sobre as balaustradas; o Longo Corredor, em cujos 700 metros estão pintadas milhares de cenas sobre a mitologia e história chinesas e a Colina da Longevidade e suas dezenas de pavilhões e edifícios históricos, como o Baoyun Ge e o Foxiang Ge. Um pouco mais a oeste está o Navio de Mármore.

Resultado de imagem para ninho do passaro pequim
Ninho do Pássaro
Uma construção para apreciar e onde decorreram as principais provas olímpicas, conhecido por Bird’s Nest devido à sua forma a lembrar um ninho.

Resultado de imagem para torre cctv pequim
Torre CCTV
Uma obra de arte em forma de edifício, que veio alterar a silhueta da cidade. É a sede da televisão do Estado, desenhada por Rem Koolhaas, detentor do mesmo prêmio e de cujo curriculum fazem parte desde o projeto da portuense Casa da Música ao Museu Guggenheim de Las Vegas.

Resultado de imagem para national grand theatre beijing
National Grand Theatre
National Center for the Performing Arts ou Grand National Theatre mais conhecido como “Ovo”, merece uma visita. Foi concebido pelo arquiteto francês Paul Andreu e fica perto da conhecida e monumental Praça de Tiananmen. É uma estrutura gigantesca de forma oval, acolhe uma sala de ópera com capacidade para 2400 espectadores, uma sala destinada ao teatro e outra a concertos e, ainda, um espaço de exposições.

Cidade Proibida
Cidade Proibida
No centro de Beijing, num dos lados da Praça de Tiananmen, a Cidade Proibida é um conjunto monumental incontornável. Residência dos imperadores chineses durante, aproximadamente, cinco séculos, foi convertida em museu e restaurada para os Jogos Olímpicos de 2008. O título de Cidade Proibida surgiu pelo fato de somente o imperador, a sua família e empregados especiais terem autorização para entrar no conjunto de prédios do palácio. Trata-se de uma cidade dentro de outra cidade. O complexo consiste em 980 edifícios sobreviventes, com 8707 secções de salas, e tem cerca 720 000 metros quadrados!

Resultado de imagem para templo do céu pequim
Templo do Céu

O Templo do Céu, ou Tian Tan em chinês, não é um templo no sentido comum da palavra, mas um conjunto de edificações. Foi quase todo construído durante a Dinastia Ming (1368-1644). Sua construção iniciou-se no ano de 1420. Em 1998 foi considerado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. O Templo do Céu ocupa uma área de cerca de 3 milhões de metros quadrados. São 1.700 metros no eixo Leste-Oeste e 1.600 metros no eixo Norte-Sul. A maior parte é coberta de vegetação.

Tumbas da Dinastia Ming
Tumbas da Dinastia Ming
Ficam a 50 quilômetros de Beijing, próximas da colina de Tianshou. A construção tem cerca de 40 quilômetros quadrados, demorou 200 anos para ser concluída e tudo foi feito de acordo com as teorias do feng shui. Aqui estão sepultados 13 imperadores da dinastia Ming, cerca de 23 imperatrizes, príncipes, princesas e concubinas que viveram entre o período de 1368 e 1644. Na superfície foram construídos palácios, pavilhões, etc. Cada imperador tem o seu próprio mausoléu e as tumbas contam a história dos 13 imperadores que governaram a China durante 230 anos.

UCCA
Há vários espaços onde pode conhecer a arte contemporânea chinesa, alvo de crescente interesse por parte de colecionadores e especialistas. Um deles é o UCCA, Ullens Center for Contemporary Art, instituição sem fins lucrativos inaugurada em 2007.

Também sem fins lucrativos, o Today Art Museum acolhe uma coleção de cinco mil trabalhos de nomes consagrados e novos valores, além de exposições temporárias. A Galleria Continua, “parente” das congêneres italiana e francesa, é mais uma morada obrigatória, tal como o 798 Art District, área dedicada à cultura, com estúdios de artistas e galerias.



Informações úteis



Moeda

Renminbi yuan (CNY)


Idioma

Mandarim (mas pode comunicar em inglês).


Documentos

Passaporte com validade mínima de seis meses e visto de turista.


Fuso horário

+ 8 horas no verão; + 7 horas no inverno.



Onde comer


Black Sesame Kitchen

TRB – Temple Restaurant Beijing

Haidilao Hot Pot

The Cut Steakhouse

Jin Ding Xuan Jiulou

Peking Duck Private Kitchen

Najia Xiaoguan

Dadong Roast Duck (Dongsi)

The Moment

In & Out

Dali Courtyard

Taste – The Delights of Yunnan Flavor

Kempinski Deli


Melhores locais para compras



Rua Nurenjie, bairro de Chaoyang

Aqui concentram-se alguns do melhores mercados da cidade.


Mercado de Yashou

O melhor lugar para comprar jeans, bolsas e sapatos, tudo devidamente falsificado.


Fashion Mall

Este shopping de seis andares e 300 lojas, de designers modernos chineses e marcas internacionais.


The Place

Um dos shoppings mais modernos da cidade.

Fonte: Internet