Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

terça-feira, 7 de junho de 2016

Para os apreciadores do bom vinho: Chateau Changyu um Castelo estilo francês, a uma hora de Pequim

O Chateau Changyu oferece um vinho com um "quê" oriental em um mercado que evolui rapidamente.

Chateau Changyu AFIP Global BeijingChateau Changyu AFIP Global BeijingMao Tse-Tung uma vez disse que o povo chinês deveria beber vinho ao invés de bebidas provenientes do arroz ou cervejas baratas; ele até mesmo encorajou a criação de vinícolas comandadas pelo estado. Hoje, a nação mais populosa do mundo está vivendo um aumento na produção e no consumo mundial de vinho, mas as vinícolas são geralmente limitadas a estruturas de armazéns do passado.

Entre no Chateau Changyu,um castelo de estilo francês, construido no topo de uma montanha e cercado por um cenario florestal que está localizado a uma hora de Pequim. Este castelo é o recente investimento da China para comercializar o vinho dentro do país através de lentes- e alguns dizem ser parecida com a Disneyland- idealistas. 

Changyo é a maior vinícola na China, produzindo Cabarnet Sauvignon e Chardonnay. A vinícola é tanto uma promotora do estilo de vida relacionado ao vinho, como sua própria investidora. Direcionada para a classe média chinesa(as mesmas pessoas que estão conduzindo a evolução da cultura do vinho lá), a propriedade oferece tratamento para as sementes de uva, um museu da história do vinho, salas de degustação privadas e um teatro de 180 lugares passando Sideways com legendas em chinês e onde clientes podem simular ser produtores e comprar suas vinhas, cuidar delas durante o ano, colher as uvas e fazer o seu próprio vinho.


O projeto é uma complexa parceria entre Changyu, investidores da América, França, Itália e Portugal, e o governo chinês. Mas porque pender para o lado francês? Segundo Leng Tianji, o gerente geral dos hotéis e restaurantes da vila, é um contexto natural para o mercado chinês. " O povo chinês sabe que a França é o país da cultura do vinho" , ele diz, um fato confirmado por um hábito dos chineses que falam inglês de chamar as vinícolas de "chateaus".

Chateau Changyu AFIP Global Beijing


De qualquer forma, o produtor de vinho de Changyu, Ruan Shili vê um mercado interno prestes a explodir. "Nosso mercado é em sua maior parte interno e em 10 anos nosso mercado ainda será interno", ele diz. "O povo chinês per capita consome (de vinho) 1/2 L por ano. Mas a média mundial é de 3 a 4 litros por ano. Então há um espaço enorme crescendo dentro da China." Esse espaço crescente pode mudar a historia mundial do vinho.



Chateau Changyu: Dirija ao longo da estrada Jingcheng (Pequim - Chengde Expressway), saia na saída 17, em seguida, vire à esquerda e siga 300 metros, você vai ver o local do Chateau Changyu AFIP global Pequim.

Fonte: Internet



Nenhum comentário:

Postar um comentário