Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

terça-feira, 12 de julho de 2016

Passear em Xangai conhecendo a sua história encantadora e modernidade fantástica

O nome original de Xangai, Hudu, deriva de um apetrecho de pesca comum. Hoje, muitos ainda se referem a Xangai como Hu, para abreviar. Só por volta do século 10 é que surgiu o nome Xangai.  
Shanghai (3n)
A cultura de Xangai é, antes de tudo, uma mistura das antigas tradições e do modo de vida predominante ao sul do rio Yangtze com a moderna civilização industrial do Ocidente. Nesse sentido, Xangai e Pequim representam polos opostos da cultura chinesa. Em comparação com a mais conservadora Pequim, Xangai tem uma cultura mais aberta ao Ocidente e é, portanto, menos tradicional e mais comercial do que Pequim.
Hoje, a cultura de Xangai combina a elegância chinesa clássica com a modernidade e a moda internacional.
Passear em Xangai conhecendo a sua história encantadora e modernidade fantástica (parte I)
A Ponte Waibaidu estende-se sobre o rio Suzhou e é a primeira ponte de aço rebitado da China, símbolo na época de sua construção do avanço da modernidade e da industrialização de Xangai. Em 2008, esta ponte de 100 anos de idade foi desmontada para uma restauração profunda. Foi remontada um ano depois e continua a servir ao propósito de suportar um intenso tráfego.
Beijing (3n) – Xian (2n) – Lhasa (3n) – Tsedang (1n) – Gyantse (1n) – Shigatse (1n) – Lhasa (1n) –
Shanghai (2n)
Passear em Xangai conhecendo a sua história encantadora e modernidade fantástica (parte I)
O Hotel Peace, situado no Bund, foi o primeiro edifício da cidade em estilo moderno. Construído em 1929 e no início conhecido como Cathay Hotel, a sua ala norte era de propriedade do empresário judeu Victor Sassoon. A construção gótica, com seu característico telhado verde em formato de pirâmide, tem 77 metros de altura e 12 andares. A Suíte Presidencial Sassoon, no último andar, era a moradia do proprietário.
Passear em Xangai conhecendo a sua história encantadora e modernidade fantástica (parte I)
Os edifícios do tipo Shikumen sempre são associados a essas ruelas. Shikumen, literalmente “porta de pedra”, é uma antiga forma de residência com estrutura em tijolo e madeira e portas de pedra. Fileiras de edifícios Shikumen formando ruelas sempre foram um símbolo das residências tradicionais de Xangai. Os moradores dessas ruelas costumam vir de todas as camadas sociais e ter todo tipo de ocupações, o que diversifica a atmosfera da comunidade.
Fonte: China.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário