Digite aqui o assunto que busca

terça-feira, 14 de junho de 2016

China enviará Chang'e-4 para o pólo sul do lado escuro da Lua

A China quer enviar a sonda lunar Chang'e-4 para aterrissar na região do pólo sul do lado escuro da Lua em 2018, segundo a Administração Nacional Aeroespacial da China (ANAC).


Chinese Yutu rover on the moon.  Os cientistas planejam primeiro enviar um satélite de retransmissão para a Chang'e-4 para a órbita de halo do Ponto de Lagrange L2 Terra-Lua entre o fim de maio e início de junho de 2018. Depois, a ideia é lançar o pousador e veículo explorador lunares da Chang'e-4 para a Bacia Aitken da região do pólo sul, cerca de meio ano depois, disse Liu Tongjie, vice-diretor do Centro para Exploração Lunar e Programa Espacial da ANAC.

  O pousador da Chang'e-4 será equipado com máquinas fotográficas de pouso e terreno, e o veículo explorador será equipado com uma máquina fotográfica panorâmica, ele disse. Como o primeiro explorador lunar chinês, o Yutu, ou Coelho de Jade, transportado pela Chang'e-3, o veículo explorador da Chang'e-4 terá radar de penetração para abaixo da superfície, visando descobrir a estrutura de superfície próxima da Lua, e um espectrômetro infra vermelho para analisar a composição química de amostras lunares.

  "Já que o lado escuro da Lua está protegido pela interferência eletromagnética da Terra, é um lugar ideal para pesquisar o ambiente espacial e erupção solar, e a sonda pode 'escutar' o alcance mais profundo do cosmos", Liu disse.

  Também um dosímetro de nêutron, desenvolvido na Alemanha, estará a bordo. Ele será instalado no pousador para medir a radiação no local de pouso. Os cientistas dizem que é essencial para investigar o ambiente de radiação na superfície lunar, em preparação para missões humanas para a Lua.

Fonte: Agência Xinhua

Nenhum comentário:

Postar um comentário