Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Indústrias emergentes da China aumentam capacidade em meio a transformação econômica

China está criando seu primeiro escritório de imigração, segundo pessoas informadas sobre os planos.
Bandeira da China com prédio no fundoO presidente Xi Jinping procura talentos estrangeiros para ajudar a impulsionar a transição de uma economia liderada por gasto dos consumidores e inovação.
Este é o sinal mais recente de que a China considera que o recrutamento de trabalhadores estrangeiros é uma forma de ajudar a acabar com sua dependência da manufatura e dos investimentos e evitar a “armadilha da renda média” que estagnou economias em desenvolvimento da Ásia à América do Sul.
Quase quatro décadas depois de Deng Xiaoping iniciar a abertura da China para o mundo, cerca de 600.000 estrangeiros moram no país de governo comunista, uma pequena fração de sua população de quase 1,4 bilhão de habitantes.
O Japão, como comparação, tem 2,17 milhões de estrangeiros.
O Ministério anunciou 16 medidas para agilizar os pedidos de residência permanente e outras aprovações para trabalhadores estrangeiros qualificados na zona de livre comércio de Guangdong, o motor industrial do sul da China, que faz fronteira com Hong Kong, reportou a agência oficial de notícias Xinhua.
Além de precisar de especialistas, o país enfrenta um aperto demográfico de longo prazo devido ao envelhecimento populacional.
Fonte: Exame.com
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário