Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Cúpula do G20 em Hangzhou visa estimular o crescimento econômico


BEIJING, – A China espera que a Cúpula do G20 a ser realizada em Hangzhou em setembro estimule o crescimento econômico global, afirmaram as autoridades chinesas na segunda-feira.

Beijing (3n) – Hangzhou (2n) – Suzhou (1n) – Shanghai (2n)

Beijing (3n) – Xian (2n) – Hangzhou (2n) – Suzhou (1n) – Shanghai (2n)

O país asiático vai promover o plano do crescimento orientado pela inovação na cúpula em Hangzhou, capital da província de Zhejiang, de forma a encontrar um novo motor para o crescimento global, disse o vice-ministro das Relações Exteriores da China, Li Baodong, numa coletiva de imprensa.
HANGZHOU
A inovação, introduzida para a cúpula do G20 pela primeira vez, é a “chave para estimular o potencial da economia global, “ disse Yao Zhizhong, professor da Academia Chinesa de Ciências Sociais.
A China também espera promover a reforma estrutural, melhorar a governança econômica e financeira global, fortalecer as cooperações nas áreas de finanças, impostos, energia e combate a corrupção, e revitalizar o comércio e o investimento, afirmou o ministro.
                                              Cidade de Hangzhou
A cúpula também deverá de focar nos países em desenvolvimento, implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e apoio à industrialização africana.
A China disse que vai promover a adoção de uma estratégia de crescimento do comércio mundial para reverter a tendência de queda do comércio internacional e lançar os princípios de orientação para as políticas de investimento global de modo a facilitar o investimento transfronteiriço.

Beijing (3n) – Xian (2n) – Luoyang (2n) – Hangzhou (2n) – Suzhou (1n) – Shanghai (2n)

A China já pediu aos membros do G20 que se abstenham da desvalorização competitiva e facilitou as discussões sobre o mercado de câmbio no âmbito do G20, para construir a confiança no mercado, disse Yi Gang, vice-presidente do Banco da China. 
Fonte: Diário do Povo Online
P.S. Os roteiros acima mencionados foram elaborados pela CHINATUR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário