Digite aqui o assunto que busca

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Vice-primeira-ministra da China pede que alunos dos Institutos Confúcio no Brasil promovam os laços bilaterais

Vice-primeira-ministra da China pede que alunos dos Institutos Confúcio no Brasil promovam os laços bilaterais
A vice-primeira-ministra da China, Liu Yandong, visita o Instituto Confúcio da Universidade Estadual Paulista (UNESP), no dia 3 de agosto de 2016.
SÃO PAULO, 5 ago  - A vice-primeira-ministra da China, Liu Yandong, visitou na quarta-feira o Instituto Confúcio da Universidade Estadual Paulista (UNESP), e pediu aos estudantes do centro que impulsionem a amizade tradicional entre os dois povos, e que ajudem a promover os laços bilaterais.
China e Brasil, os dois maiores países em desenvolvimento nos hemisférios oriental e ocidental são importantes parceiros de cooperação, destacou Liu.
Vice-primeira-ministra da China pede que alunos dos Institutos Confúcio no Brasil promovam os laços bilateraisOs dois países contam com uma longa história de intercâmbios amistosos e o presidente chinês, Xi Jinping, e o primeiro-ministro, Li Keqiang, realizaram visitas exitosas ao Brasil que elevaram as relações bilaterais para um nível mais alto, lembrou a vice-primeira-ministra, sublinhando que hoje em dia os dois países desfrutam de relações mais estreitas nas áreas da educação, ciência e cultura, assim como em outros campos.
"Não faz muito tempo, o presidente Xi, o primeiro ministro Li e eu recebemos uma carta assinada pelo senhor Luis Antonio Paulino, diretor do Instituto Confúcio, e cerca de 30 estudantes da escola (...) Estamos realmente comovidos pelo seu entusiasmo em relação a língua chinesa e sua vontade de aprender mais sobre a China", disse Liu.
No Brasil, o interesse pelo aprendizado do idioma chinês é cada vez maior e, de fato, é o país da América Latina com o maior número de Institutos Confúcio e Salas de Aula Confúcio, destacou Liu.
02-01-20160803-vice-premie-chinesa-visita-confuncio-unesp-0000.jpgExistem aproximadamente 20 mil estudantes registrados nos 10 Institutos Confúcio e nas Salas de Aula Confúcio em quatro escolas de ensino médio do Brasil. Muitas escolas do ensino básico e médio têm incorporado o idioma chinês às suas grades curriculares, disse.
Ao mesmo tempo, mais e mais jovens chineses têm estudado o português. Cerca de 30 universidades chinesas ensinam o idioma português, destacou Liu enquanto dizia que o aprendizado do idioma de um outro país tem desempenhado um papel insubstituível na melhora da amizade entre os dois povos.
Liu disse esperar que os Institutos Confúcio no Brasil ressaltem suas características singulares, integrem seus recursos e explorem seu potencial a fim de promover a comunicação e a coordenação entre eles e entre as empresas e organizações sociais chinesas e estrangeiras, fomentem os intercâmbios de pessoas entre os dois países e consolidem a opinião pública sobre os laços bilaterais.
Liu também disse ter esperança que os brasileiros vão aumentar o seu conhecimento sobre a China através da aprendizagem do idioma e da cultura chinesas, de maneira que possam impulsar a amizade sino-brasileira, participar da cooperação pragmática entre os dois países e promover o desenvolvimento dos laços bilaterais.
A vice-primeira-ministra presenteou os professores e alunos dos Institutos Confúcio com nós chineses.
"Espero que os Institutos Confúcio sejam como os nós chineses, que representam a sincera cooperação e os esforços conjuntos entre a China e o Brasil; eles também se parecem com os anéis olímpicos, que representam a paz e a amizade", concluiu.
Durante sua visita ao Instituto Confúcio, Liu visitou as salas de aula e a biblioteca, conversou com professores e alunos e assistiu a uma apresentação artística.
Fonte: Diário do Povo Online

CHINATUR  38 ANOS  LEVANDO BRASILEIROS PARA A CHINA, CONTE COM
A NOSSA EXPERIÊNCIA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário