Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Codificação informática de 3000 novos carateres chineses

A codificação de vários caracteres chineses, até agora indisponíveis, foi finalizada em outubro, como parte do maior projeto de informatização da escrita chinesa financiado pelo Estado.
Aproximadamente 3000 caracteres de elevado grau de dificuldade foram digitalizados de acordo com o padrão nacional, podendo agora ser utilizados na China e nas áreas do leste da Ásia que apresentem suporte informático para a escrita chinesa.
Para uso genérico, contudo, os caracteres terão de ser primeiramente lançados pelo Unicode — o consórcio mundial da indústria de computação — após certificação da Organização Internacional de Normalização (popularmente conhecida como, ISO, na sigla inglesa).
A organização, sediada em Genebra - Suíça, da qual a China faz também parte, trabalha com inúmeros países para desenvolver padrões industriais e comerciais.
O programa chinês, desenvolvido em 2011, visa codificar nos próximos anos 300 mil caracteres Han (escrita originada pelo maior grupo étnico da China), 100 mil caracteres das minorias étnicas e 100 mil caracteres raros dos primórdios da língua chinesa, segundo a Administração Geral de Imprensa e Publicação (GAPP, na sigla inglesa).
Acadêmicos defendem que o projeto, conhecido como China Font Bank (Banco Chinês de Fontes), contempla uma maior acessibilidade aos vastos recursos linguísticos para a população chinesa e estrangeira.
Fonte: Diário do Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário