Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Investimento mútuo é um impulso importante na cooperação econômica e comercial entre a China e o Brasil

A ministra conselheira da economia e comércio da Embaixada da China no Brasil, Xia Xiaoling, revelou durante uma entrevista que as relações comerciais entre os dois países atingiram as trocas em larga escala e investimento, mantendo agora um ritmo constante em direção ao desenvolvimento.
Resultado de imagem para ministra conselheira Xia XiaolingO investimento mútuo é, portanto, a força motriz que permitiu chegar a este patamar e será o impulso para as relações comerciais e econômicas entre a China e o Brasil.
Xia afirmou que, apesar da instabilidade política e econômica do Brasil, os laços com o gigante chinês se têm aprofundado, com um aumento do investimento e a participação de empresas brasileiras e chinesas nos mercados.
De acordo com os dados, o Brasil investiu 19 milhões de dólares na China, ao mesmo tempo, as empresas chinesas começaram a investir em empresas brasileiras, com um fluxo anual de 10 bilhões de dólares, e um investimento em ações contabilizado em mais de 30 bilhões de dólares,
Xia acrescentou que, nas proximidades do final 2016, a cooperação sino-brasileira melhorou os mecanismos de cooperação, aumentando a profundidade e amplitude das relações bilaterais.
Xia notou que o governo brasileiro está em busca de uma solução para a crise política e econômica, esperando atrair investimento internacional para apaziguar a economia e o povo.
O chanceler brasileiro, José Serra, colocou, em maio deste ano, o desenvolvimento das relações do Brasil com os países asiáticos como uma das prioridades das políticas externas, dando particular ênfase às relações com a China.
A ministra conselheira espera que as empresas brasileiras aproveitem a oportunidade para impulsionar uma cooperação bilateral mais pragmática, elevando as relações entre os dois países a um novo patamar.
Fonte: Diário do Povo Online


Nenhum comentário:

Postar um comentário