Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Do “táxi-van” à “Internet+”, a evolução dos táxis na China

Do “táxi-van” à “Internet+”, a evolução dos táxis na China

Desde a implementação da política de reforma e abertura, a indústria de táxis da China cresceu a um ritmo desenfreado.
Segundo estatísticas do Ministério dos Transportes, foram transportados cerca de 40 bilhões de passageiros pelos táxis do país até ao final de 2015, um valor que corresponde a mais de 100 milhões de pessoas por dia a recorrer aos serviços dos taxistas.
Do “táxi-van” à “Internet+”, a evolução dos táxis na China
Do “táxi-van” à “Internet+”, a evolução dos táxis na ChinaAs mudanças não param de se abater no mundo dos táxis. Da "táxi-van" ("miandi" em chinês, mini-van amarelo na década de 1980) às várias marcas e modelos, da velha forma de chamar táxi acenando com a mão, ao E-hailing.
As pessoas viajam agora com mais conveniência devido ao projeto “Internet+”, fazendo uso de aplicativos de celular para recorrerem a serviços de transporte.
Do “táxi-van” à “Internet+”, a evolução dos táxis na China
No dia 28 de julho, uma proposta de legalização dos serviços de E-hailing foi anunciada, atraindo muita atenção por parte do público.
Além da reforma de gestão dos táxis tradicionais, os veículos associados a serviços de E-hailing serão cadastrados como "veículos de aluguel por reserva", passando assim a deter estatuto legal. 
Fonte: Diário do Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário