Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

O Logo e a história da Chinatur foram inspirados no Templo do Céu - China

A história e o logo da CHINATUR tem inspiração na história e na estrutura do TEMPLO DO CÉU - CHINA

Logo da Chinatur e seu diretor Sokan K. Young
   

  
O Templo do Céu 天坛 Tiāntán
Templo do Céu
Vista frontal do edifício onde está a Sala de Oração para Boas Colheitas 

O Templo do Céu, em Beijing, onde o Imperador rogava por boas colheitas

Na Chinatur, seus diretores (Sokan e Ana Maria) e seus colaboradores, são capacitados e habilitados a trabalhar com clientes e turismo mundial.

Viajar com a CHINATUR é se utilizar do conhecimento de 38 anos de CHINA, que seus diretores conquistaram ao logo dos anos.


Conheça um pouco da história do TEMPLO DO CÉU, para conhecer um pouco também da história da CHINATUR.

O Templo do Céu, não é um templo no sentido comum da palavra, mas um conjunto de edificações. Sua construção iniciou-se no ano de 1420. Em 1998 foi considerado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.
O Altar Circular, à frente, e a Abóbada Imperial Celestial, no fundo, com sua cúpula azul.
O Altar Circular, à frente, e a Abóbada Imperial Celestial, no fundo, com sua cúpula azul
O Templo do Céu era o local onde o imperador chinês fazia oferendas e rogava aos céus e a seus antepassados, geralmente no solstício de inverno, para pedir boa colheita. Como filho do Céu, o Imperador podia interceder junto aos deuses do Céu em favor de seu povo.
O Altar Circular.
O Altar Circular

O Altar Circular ou Altar do Céu é uma construção a céu-aberto. Como as cerimônias realizadas nesse local eram para rogar ao Céu, ele é ao ar-livre. Interliga-se com o edifício da Sala da Oração para Boas Colheitas por meio de um caminho de pedra e ladrilhos de mais de 350 metros de comprimento. Construído em 1530, o Altar Circular é composto de três terraços concêntricos rodeados de varandins de mármore branco.
O ponto central do terraço era o lugar onde o imperador costumava ficar quando orava por bom tempo e boa colheita. Esse local é chamado de “coração do Céu”. A acústica do altar é perfeita: qualquer murmúrio pode ser ouvido. 
O conjunto da Abóbada Imperial Celestial.                                                     O conjunto da Abóbada Imperial Celestial
Abóbada Imperial Celestial é um prédio de teto cônico azul e era onde o imperador homenageava seus antepassados.
Delimitando o local, há um muro circular de 60 metros de diâmetro, conhecido como a “Parede do Eco”. De qualquer ponto do muro, o som de uma pessoa será claramente ouvido em qualquer outro ponto do muro, pois o som se propaga perfeitamente ao longo da superfície da parede. Duas pessoas, falando em voz bem baixa, podem conversar perfeitamente estando em lados diametralmente opostos do muro.
A edificação ergue-se suportado sobre 28 pilares de madeira.
A edificação ergue-se suportada por 28 pilares de madeira
Em todo o complexo as medidas e detalhes construtivos respeitam certas proporções e disposições consideradas harmoniosas ou sagradas pelos chineses de antigamente. Uma verdadeira aula de numerologia e engenharia. Por exemplo, os 28 pilares que sustentam a Sala da Oração para Boas Colheitas representam os dias de 12 horas dos chineses, durante os 12 meses do ano e nas 4 estações do ano, totalizando 28.
O Templo do Céu é, sem dúvida, um dos lugares do mundo que merece ser visitado.
Roteiros sugeridos pela CHINATUR, que tem passagem pelo 
TEMPLO DO CÉU
Beijing (3n) – Xian (2n) – Guilin (2n) – Shanghai (2n)

Beijing (3n) – Xian (2n) – Shanghai (2n)

Beijing (3n) – Hangzhou (2n) – Suzhou (1n) – Shanghai (2n)



Nenhum comentário:

Postar um comentário