Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Turismo na Grande Muralha da China - Rotas, roteiros e história.

A Grande Muralha da China |  Lista Completa das 7 Novas Maravilhas
Um pouco da História da Grande Muralha da China:

A Muralha da China ou Grande Muralha da China, como também é conhecida, é uma estrutura de arquitetura militar construída durante a China Imperial. A data correta do início da construção é incerta, uma delas ressalta que a construção se deu por volta do ano de 220 a.C., a segunda fala que foi entre os anos de 476 a.C. e 221 a.C. e a outra por volta do ano 600 a.C.. Mas a data de finalização da obra foi mais precisa… perdurou durante várias dinastias, finalizando por volta do século XV. Na verdade, ela continua sendo reconstruída/restaurada até os dias de hoje, com o único objetivo de preservá-la.
Sua extensão também possui informação distorcida. Alguns falam que era em torno de 8.500km. Mas, em 2012, foi informada uma nova medição que a Grande Muralha mede em torno de 21.196km, e com aproximadamente 7m de altura. Conforme o mapa abaixo, começou na fronteira noroeste da China, em Jiayuguan, e terminou na fronteira coreana, em Hushan, passando por nove províncias e municípios.

Great Wall map completo
Em 1987, a Grande Muralha da China (Great Wall) recebeu o título de Patrimônio Mundial da Unesco, e em 2007, tornou-se uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno.
Muralha da China
Mas por que a Grande Muralha foi construída?
A Grande Muralha foi construída para proteger o Império Chinês de invasões de vizinhos do Norte. Os chineses sempre tiveram muito medo de invasões, e portanto, realizavam obras para sua proteção (não foi assim com os Guerreiros de Terracota?). Mas na verdade, quando a Grande Muralha começou a ser construída não havia qualquer ameaça de invasão. Logo, a construção foi para evitar ataques futuros!
IMG_1013Acabou que a Grande Muralha serviu para enviar aqueles que realizavam desordem no país, e obrigá-los a trabalhar, além de abrigar muitos soldados sem trabalho. Entretanto, mesmo com tamanha magnitude, não foi suficiente para proteção da China que sempre viveu invasões e ameaça de invasões dos Mongóis, xiambeis e outros povos.
Em 1664, perdeu sua função estratégica e foi abandonada. E somente em 1980, tornou-se símbolo da China, passando a ser reconstruída, preservada, tornando-se um dos pontos mais visitados no país.
Horário de funcionamento
Abre diariamente; em Badalin, das 6h às 22h (verão) e das 7h às 18 (inverno). Em outras localidades o horário varia um pouco, mas é basicamente o seguinte: Simantai (8h/17h); Mutianyu (6h30/18h) e Juyongguan (6h/16h)


Serpenteando desertos, planícies e montanhas do país entre o Mar Amarelo, a leste, e o Deserto de Gobi, a oeste. A partir da capital chinesa (Beijing) é possível visitar vários trechos, em diversos estados de conservação, tais como:
  • Badaling

A apenas 70 quilômetros do centro de Beijing, esse trecho é o mais visitado pelos turistas, o que significa multidões de turistas caminhando sobre as plataformas recém restauradas. Às vezes têm-se a impressão de que todos em Pequim vieram passar o dia aqui
  • Simantai

Um pouco menos disputada que Badaling, essa área possui vários pontos não reconstruídos, mas nos últimos anos a indústria turística pressionou o governo para sua rápida reforma. Seu sobe e desce frenético exige um pouco de preparo físico e pode ser bastante cansativo, não sendo recomendado para quem estiver com crianças ou cadeirantes. Um teleférico ajuda na ascensão à muralha.
  • Mutianyu

Localizada a 90 quilômetros da capital, belas vistas e torres de vigia Ming são os grandes atrativos deste trecho. Costumava ser bem menos movimentada, mas ainda assim é um destino bem agradável e vale por sua autenticidade.
  • Huanghua

Com várias porções da muralha Ming original e próxima a Mutianyu, aqui as fortificações dividem-se em duas próximas a um grande reservatório. Muitos turistas apreciam Huanghua por suas partes íngremes e até mesmo arriscam-se a fazer a travessia até Muntianyu.

A Grande Muralha da China foi originalmente construída a mando do primeiro imperador, Qin Shi Huang, para proteger o país dos bárbaros do norte. Apesar de sucessivos mandatários fortificarem e ampliarem os muros, ele nunca provou ser um método defensivo muito eficaz
Fonte: Internet
Roteiros CHINATUR para visitas a GRANDE MURALHA DA CHINA
A01 – CHINA AO COMPLETO (10 DIAS / 9 NOITES)
Beijing (3n) – Xian (2n) – Shanghai (2n) – Guilin (1n) – Guangzhou (1n)


A09 – CHINA A TODA VELOCIDADE (9 DIAS / 8 NOITES)
Beijing (3n) – Hangzhou (2n) – Suzhou (1n) – Shanghai (2n)



Nenhum comentário:

Postar um comentário