Digite aqui o assunto que busca

Siga-nos por e-mail

terça-feira, 11 de abril de 2017

Zona de livre comércio entra em operação no norte da China

Zona de livre comércio entra em operação no norte da China

Imagem de 10 de abril de 2017 mostra o edifício de escritórios da área de Shenyang da zona de livre comércio piloto da China (Liaoning) em Shenyang, capital da província de Liaoning, no nordeste da China, em 1 de abril de 2017. A área de Shenyang da zona de livre comércio piloto da China (Liaoning) foi inaugurada aqui na segunda-feira.

Shenyang, China, 11 abr -- Três áreas separadas em uma zona de livre comércio (ZLC) da Província de Liaoning, nordeste da China, foram inauguradas nesta segunda-feira, como parte das medidas para revitalizar a antiga base industrial.
Um total de 181 companhias obtiveram licenças comerciais na segunda-feira nas áreas de Dalian, Shenyang e Yingkou da ZLC. Outras 350 empresas planejam seguir o exemplo.
Zona de livre comércio entra em operação no norte da China
Pessoas fazem consultas no salão de serviços da área de Shenyang da zona de livre comércio piloto da China (Liaoning) em Shenyang, capital da província de Liaoning, no nordeste da China, em 1 de abril de 2017.
"A nossa companhia investirá 10 bilhões de yuans (US$ 1,45 bilhão) em um projeto que terá uma capacidade de produção anual de 300 mil automóveis de novas energias", disse Zhou Guangsheng, representante jurídico de uma montadora de energia limpa com sede em Shenyang, a capital provincial.
Sua empresa recebeu a autorização para estabelecer uma base na área de Shenyang da ZLC com um capital registrado de 100 milhões de yuans.
A ZLC de Liaoning abrange cerca de 120 quilômetros quadrados, dos quais 60 quilômetros quadrados se encontram em Dalian e 30 em Shenyang e Yingkou, respectivamente. A zona tem como foco em logística, manufatura de equipamentos, automóveis e peças, comércio eletrônico e indústria da informação.
Zona de livre comércio entra em operação no norte da China
Um funcionário emite licenças comerciais para empresários no salão de serviços da área de Shenyang da zona de livre comércio piloto da China (Liaoning) em Shenyang, capital da província de Liaoning, no nordeste da China, em 1 de abril de 2017.
"A inovação institucional será a essência dos negócios na ZLC, pelo que podemos aproveitar as novas vantagens da economia aberta na antiga base industrial", disse Wang Menghui, vice-chefe do Partido Comunista da China na província.
Espera-se que a ZLC ajude a acelerar a reforma nas empresas estatais locais. Liaoning registrou o menor crescimento econômico de todas as regiões provinciais no ano passado.
Em 1º de abril, cerimônias de abertura foram realizadas para sete novas zonas de livre comércio na China, que abrangem províncias como Liaoning e Sichuan.
Para apoiar a constante abertura, A China estabeleceu sua primeira ZLC em Shanghai em 2013, e depois mais três áreas de nível provincial em Tianjin, Fujian e Guangdong. Com a adição das novas sete, o país agora tem 11 zonas de livre comércio em total.
Fonte: Agência Xinhua

Nenhum comentário:

Postar um comentário