Digite aqui o assunto que busca

quarta-feira, 3 de maio de 2017

China desenvolve trens com velocidade máxima de 400km/h para incrementar conetividade regional

A China se encontra a desenvolver uma próxima geração de trens-bala com uma velocidade operacional de 400km/h. A conclusão do projeto está prevista para 2020 e deverá ser utilizado nos mercados incluídos na iniciativa do Cinturão e Rota, segundo o principal construtor de veículos ferroviários da China.
“Iremos aplicar novos materiais na investigação e produção dos futuros trens de alta-velocidade, tais como fibra de carbono e liga de alumínio, o que ajudará a reduzir o peso e a aumentar a eficiência energética”, disse Qiao Feng, um engenheiro da CRRC Changchun Railway Vehicles Co, uma subsidiária da China Railway Rolling Stock Corp.
Os novos trens estarão prontos nos mercados dos países incluídos na iniciativa do Cinturão e Rota e terão a capacidade de reduzir o consumo de energia por passageiro em 10%, se comparados com os modelos atuais, com velocidades de 350km/h. A CRRC será a manufatureira e exportadora, de acordo com Qiao.
Resultado de imagem para trem bala na chinaA China irá testar o novo trem-bala, ao longo de um trecho de alta velocidade entre Beijing e Shenyang, segundo afirma Qiao. A linha de testes estará pronta até 2019.
Na última década, a China construiu a maior rede ferroviária de alta-velocidade do mundo e se tornou líder da oferta de produtos e serviços na área. O país tem serviços de transporte ferroviário a percorrer a velocidades operacionais dos 200 aos 250km/h, possuindo tecnologia para produzir trens com velocidades máximas de 350km/h, de acordo com a Administração Nacional de Caminhos Ferroviários.
A China conseguiu já o feito de manufaturar rolamentos com maior resistência por intermédio do grupo Taiyuan Ferro e Aço, no início do ano. O país passa, assim, a ser capaz de providenciar equipamentos a operadores ferroviários domésticos e estrangeiros com custos mais reduzidos.
Fonte: Diário do Povo Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário